quarta-feira, janeiro 08, 2014

Como encontrar Deus?

Texto tirado da página/blog do César Téchio


Você sabe onde encontrar Deus? Embora se deva reconhecer a importância das igrejas, dos templos e dos locais de reunião como ambiente pedagógico no qual Deus tem por hábito frequentar (“Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou aí no meio deles." Mateus 18,20) é preciso convir que é pura perda de tempo procurá-lo exclusivamente nestes locais ou por meio de líderes religiosos, por mais carismáticos, inteligentes e coerentes que sejam. Também não me parece que se possa encontrar Deus somente nas escrituras, nas doutrinas e nas explicações teológicas, as quais ajudam entender a história e recheiam a mente de conhecimento. Então, onde encontrar Deus? Jesus deu o norte: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito Santo habita em vós?” (I Co 3:16 ). Então, é preciso dizer que o Templo não está do lado de fora, mas do lado de dentro, uma vez que voce é o próprio templo.

Ouvi uma musiquinha com a seguinte letra: "Procurei Deus e não o encontrei. Procurei a mim e não me achei. Procurei o próximo e encontrei os três." Deus pode ser encontrado dentro de cada um de nós e, se tivermos a capacidade de amar nossos semelhantes, também vamos encontrá-lo neles, ou como diz Fantine, personagem da obra os Miseráveis de Victor Hugo: “amar outra pessoa, é ver a face de Deus”.

E, sinceramente, não me parece que possamos estabelecer uma relação pessoal com Deus, sem compromisso de servir os outros. O problema é que a relação de fé com Deus, além de pessoal, é essencialmente comunitária. É encontrando os outros nas necessidades e nas celebrações que encontramos Deus. O que quero dizer é que, uma relação com Deus envolve necessariamente uma relação com outras pessoas e um compromisso concreto em assumir como norma de vida princípios de solidariedade e compaixão no mundo da família, das estruturas políticas, das atividades religiosas, dos movimentos sociais, dos negócios, enfim do dia a dia em que vivemos.

Então, encontramos Deus dentro de nós mesmos, na exata medida em que encontramos a pessoa do outro através de obras e atitudes concretas de caridade e de justiça.  E a justiça sem caridade não é evangélica. Conforme o prefácio da missa de Cristo Rei, “o Reino de Deus é Reino de Justiça, de amor e de paz”, ou ainda como disse Jesus, ao ser interrogado sobre quando havia de vir o reino de Deus: “O reino de Deus não vem com aparência exterior. Nem dirão: Ei-lo aqui, ou: Ei-lo ali; porque eis que o reino de Deus está entre vós” (Lucas 17, 20-21).

Pensamento da semana: "Ame a teu próximo como a ti mesmo e não faça aos outros o que não quer que façam contigo." Jesus Cristo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário