terça-feira, maio 17, 2011

Justiça brasileira: veja como funciona

Para quem não conhece, principalmente os estrangeiros, veja abaixo como funciona a Justiça (?????) no Brasil.
Esta triste realidade foi enviada pelo José Joventino (Jumentinho), amigo do ENFRADES, ex-seminarista franciscano. 

(Fato) Se Bin Laden tivesse sido preso no Brasil...
 
Parece piada, mas seria exatamente assim. 
 
1.    Os advogados dele teriam que estar presentes na hora da prisão para garantir seus direitos;

2.    Todas as escutas seriam consideradas ilegais por não terem autorização de um juiz;

3.    Os  militares seriam acusados de “abuso de poder”;

4.    Em três dias teria um “Habeas Corpus” decretado por irregularidade nas investigações;

5.    Por ser réu primário, não possuir outra condenação, ter nível superior e endereço fixo, seria logo posto em liberdade;

6.    Por possuir “livre direito de ir e vir” seria liberado para visitas à Meca;

7.    Pelo direito de “ampla defesa” alocaria milhares de testemunhas a seu favor;

8.    O processo levaria uma década com ele em “liberdade provisória”;

9.    Condenado a pena máxima de 35 anos, cumpriria 1/6 como manda a lei;

10. Durante o cumprimento da pena de cerca de cinco anos, poderia receber visitas íntimas das suas cinco mulheres e seria liberado para sair nos feriados, inclusive no Natal (!);

11. Depois de alguns meses preso, um Juiz decretaria que a prisão dele é ilegal por não constar Terrorismo no nosso Código Penal;

12. Receberia 'Salário Família Presidiário' e mais a 'Bolsa Reclusão' para cada um dos seus 25 filhos, em torno de R$ 700,00 para cada um, ou seja R$ 17.500,00.

13. E por último, para não manchar a imagem do Brasil junto ao mundo, ele sofreria a terrível punição de doar 10 cestas básicas para as Obras Assistenciais de Irmã Dulce.

Pronto: Justiça feita como mandam nossas leis!
 
Aguardem a próxima surpresa da Justiça ?? Brasileira: o terrorista italiano Cesare Battisti não demora a ganhar a liberdade.

Aviso para os amigos do ENFRADES - ex-seminaristas franciscanos: dia 25 de maio é o último dia para enviar os seus dados para a atualização da nova cadernetinha. Se você ainda não mandou, apresse;