quarta-feira, julho 27, 2011

O sentido da vida

Leia este belo poema da poetisa Cora Coralina. Copiei este poema da página do Facebook do Marcelo Silva, da turma do Enfrades.

O SENTIDO DA VIDA

"Não sei...
se a vida é curta ou longa demais pra nós,
mas sei que nada do que vivemos tem sentido,
se não tocamos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que acaricia,
desejo que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo,
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela não
seja nem curta, nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira,
pura...enquanto durar....“

Cora Coralina (Cidade de Goiás, 20 de agosto de 1889 — Goiânia, 10 de abril de 1985)

Aviso para os amigos do Enfrades - ex-seminaristas franciscanos: já coloquei 3 álbuns com fotos do encontro de 2011 lá no Seminário em Santos Dumont. Veja nos Álbuns do Tachinha no Flickr.
Veja este vídeo com fotos do Geraldo Majela (Chico Tripa) que estudou em Santos Dumont de 1951 a 1958, além de fotos do jantar oferecido pelo João Lembi (Bicudo) ao Frei Márcio Cabral e do qual participaram, também, o Tachinha e o Chico Tripa e fotos da cervejinha das quintas-feiras.
Veja este vídeo de canto gregoriano cantado pelos monges do Mosteiro da Ressureição


Um comentário:

  1. Simplismente lindo!
    Adoro Cora Coralina.
    Belíssima postagem, completa, bem próxima da perfeição.
    Sinto sua falta.
    Lhe espero sempre.
    PAZ E LUZ!!!
    Saudações Poéticas!

    ResponderExcluir