quarta-feira, março 16, 2011

Tsunami no Japão


É na desgraça alheia e na curiosidade das pessoas que os hackers se aproveitam para espalhar vírus e/ou roubar senhas de bancos e cartões de crédito e a terrível tragédia que se abateu sobre o Japão com o terremoto, tsunami, destruição e radiação atômica é um prato cheio para este tipo de pessoas.

Recebi dois e-mails: o logo abaixo, informando sobre mortos encontrados na praia e junto vem um link para um suposto vídeo para espalhar vírus.

Encontrados mais de 5.000 mil corpos proxima a praia Ojika no japao. Veja o vídeo do desespero da equipe de resgate.

O outro e-mail é este informando sobre golpistas que tentam desviar dinheiro que seriam doados para ajudar as vítimas

Falso site para ajudar vítimas no Japão desvia dinheiro de internautas

Um site com o suposto objetivo de arrecadar dinheiro para as vítimas do Japão funciona, na verdade, como isca para que internautas deem dinheiro espontaneamente para golpistas. A empresa de segurança Trend Micro divulgou nesta quarta-feira o alerta (16) após identificar uma página com esse propósito (o endereço http://www.japan{BLOCKED}.com teve parte removida  na divulgação, pois o site ainda estava ativo). É provável que existam diversas páginas com o mesmo propósito e, por isso, o internauta deve ficar atento à procedência da instituição com a qual está contribuindo.
Segundo a Trend Micro, os criminosos por trás desse ataque “também alteraram o recurso de blog do site e inseriram posts que se parecem com publicidade, possivelmente com o intuito de aumentar o ranking do site em ferramentas de busca”.
O “Convergência Digital” divulgou que os golpistas também já começara a mandar e-mails passando-se por instituições e organizações que pedem ajuda para o Japão. Algumas dessas mensagens, identificada pela empresa de segurança Symantec, chegam à caixa de e-mail marcadas como urgente.

Veja este vídeo com imagens impressionantes da tsunami invadindo a cidade litorânea e onde é possível ver pessoas tentando correr para se salvar.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário