sábado, novembro 21, 2009

A cervejinha desta quinta-feira contou com as presenças de: Jaburu, Paulo Petermann, Amaury, Carlos Augusto (Coelhinho), Francisco Motta, Narciso (Foguete), José Lembi (Pelado), Tachinha, Ronaldo Armond (Gordo) e Paulo Eleutério (antigo coralista do Coral Gregoriano de Belo Horizonte).

Na mesa ao lado, como sempre, o Milton, ex-seminarista do Verbo Divino.

Beba com moderação!

Aí vai um belo vídeo para espairar um pouco depois da cervejada.

sexta-feira, novembro 20, 2009

Coisas de mineiro

Este causo foi mandado pelo Abílio Abel.


Êta mineirada


Durante escavações nos estado do Rio de Janeiro, arqueólogos fluminenses descobriram, a 100 m de profundidade, vestígios de fios de cobre que datavam do ano 1.000 dC. Os cientistas cariocas concluíram que seus antepassados já dispunham de uma rede telefônica naquela época.

Os paulistas, para não ficarem para trás, escavaram também seu subsolo, encontrando restos de fibras óticas a 200 m de profundidade. Após minuciosas análises, concluíram que elas tinham 2.000 anos de idade. Os cientistas paulistas concluíram, triunfantes, que seus antepassados já dispunham de uma rede digital a base de fibra ótica quando Jesus nasceu!

Uma semana depois, em Belo Horizonte, foi publicado por cientistas mineiros o seguinte estudo:
"Após escavações arqueológicas no subsolo de Contági, Betim, Barbacen,  Passa-Quato, Jijifó, Sans Dumont, Pouso Alegre, Santantoin do Monte, Varginha, Nanuque, Águas Formosas, Moncarmelo, Carnerim, Lagoa Dorada, Sanjão Del Rei, Beraba, Berlândia, Belzonte, Bosta do Raguari, Divinópis, Pará de Mins, Furmiga, Vernador Valadars, Tiófi Otoni, Piui, Carmo do Cajuru, Lagoa Santa, Morro do Ferro, Biraci e diversas outras cidades
mineiras, até uma profundidade de 500 metros, não foi encontrado absolutamente nada. Concluindo então que os antigos mineiros já dispunham há 5.000 anos de uma rede de comunicações sem-fio: 'wireless'". 

Nota dos arqueólogos: Por isso é que se pronuncia "UAI" reless.

Este causo só é comprendido por quem entende o linguajar do "UAI" de Minas Gerais.

segunda-feira, novembro 16, 2009

Convites de amigos do Enfrades

O pessoal do Enfrades - ex-seminaristas franciscanos - e quem mais se interessar têm três convites de amigos da turma.

O primeiro é do Marcelo Brandão para a inauguração da sua exposição a ser realizada amanhã, dia 17 de novembro, às 19 horas, na Galeria Agnus Dei, localizada na Rua Santa Catarina, 1.155 – Lourdes – Belo Horizonte.

O segundo é do Ronald Claver para participar do projeto "Poesia com Cachaça" a ser realizada 19 - Casa do Porre - Rua Mármore, 317, no bairro Santa Tereza, perto da praça da Igreja, a partir das 20 horas.

O terceiro é do Carlos Gohn para um evento (ainda não recebi o convite oficial) organizado por ele e que deverá ser no princípio do mês de dezembro lá na Universidade Federal de Minas Gerais.
Quando receber as informações completas eu colocarei a notícia.

Aproveito o embalo para informar os participantes da cervejinha do dia 12 de novembro: Jaburu, Frei Cristóvão, Paulo Petermann, Amaury, Carlos Augusto (Coelhinho), Carlos César (Palito), José Derval, Tachinha, Aloísio Tirado, Valjean (Canela), Antônio Márcio (Bangalão).

Na mesa ao lado o sempre presente Milton, ex da Borda do Campo.
Nestes eventos os poetas recitam poesias ou coisas que tais regadas a uma cachacinha e tira-gostos