sexta-feira, maio 08, 2009

Cervejinha de quinta-feira: 07 de maio de 2009.

A cervejinha desta quinta-feira contou com as presenças de: Jaburu, Frei Cristóvão, Paulo Petermann (Paulo Ébrio), Tachinha, Carlos Augusto (Coelhinho), Valjean, Amaury, Antônio Márcio (Bangalão), Ênio e Quinho (filhos do Cri), Sérgio Guimarães, Carlos César (Palito), Renê Ferraz, Eraldo (filho do Eraldo (Chuchu), Paulo Eleutério (ex do Coral Gregoriano) e Sônia Mallard, amiga da Nair (ex-esposa do Arutana - Careca).

Na mesa ao lado o sempre presente Milton.

A Sônia contou um caso interessante de como ela encontrou a Portinha do Tachinha, página do Tachinha na Internet, pois ela estava pintando a casa dela e foi pesquisar sobre tinta e colocou a palavra "coral" e achou a página do Coral Gregoriano de Belo Horizonte.
Para quem não sabe, "coral" é o nome de uma conhecida marca de tinta no Brasil.

quinta-feira, maio 07, 2009

Artigo do Eduardo Machado: Mistérios de Deus Mãe.

Leia abaixo mais um artigo enviado pelo Eduardo Machado, Coordenador de Pastoral do Colégio Imaculada, em Belo Horizonte; e participante do programa do José Lino, na Rádio Itatiaia, 95,7 FM, de 10 às 10h30m.

Mistérios de Deus Mãe

Gosto dessa época do ano, quando o outono vai tingindo de cores entre rubro e lilás o entardecer e o amanhecer de mais um maio em minha cidade. Deve ter sido num outono assim que ela foi batizada de Belo Horizonte...
Maio e seus outonos, mais que um mês ou uma estação, são, para mim, convite à meditação e contemplação do materno em nós. Nos dias de maio minha oração flui naturalmente para os valores próprios da maternidade: cuidado, amor incondicional, dedicação extremada, altruísmo, generosidade heróica, ternura sem fim. E como o mundo anda precisando desses valores...!
Por tudo isso, maio me convida a rezar o rosto feminino de Deus.
O tremeluzir do entardecer de outono, em mais um belo horizonte à minha frente, me leva a uma visita ao passado...
Sou, de novo, o menino inquieto na aula de catecismo, intrigado com o tal do mistério da Trindade. Na minha cabecinha de criança eu achava muito esquisito aquela família divina que tinha um pai, um filho e... uma pomba?!
Uma ocasião perguntei à Dona Íris se Deus não tinha mãe. Quase fui expulso da catequese.
A vida veio, trouxe junto a maturidade e uma certeza: é... Deus é amor demais para não ser feminino. Mas pensar em um Deus feminino não significa atribuir-lhe um gênero. Falo de sentimentos. E o sentimento mais forte, a imagem que expressa de maneira mais intensa a feminilidade do sagrado, é contemplar Maria grávida de Deus.
O menino em mim canta com o Pe. Zezinho: “Em cada mulher que a terra criou, um traço de Deus Maria deixou, um sonho de mãe Maria plantou, pro mundo encontrar a paz...”
E estamos mesmo precisando da ternura de um coração materno que nos ensine a escolher, entre tantos, o caminho que conduz à paz que tanto sonhamos e desejamos.
Deus compreendeu isso. E do sem-fim da sua eternidade, quis inventar para si um começo, no seio maternal de Maria...
Por essas e outras, maio me convida também a contemplar aquela mulher, em sua aldeia, Nazaré da Galiléia, um cantinho anônimo e escondido da geografia e da História. Ali, tempo e eternidade se encontraram. E no seio de Maria, nascia um novo sentido para a palavra plenitude...
A Trindade, por Maria, assumiu nossa história num ato de amor que só se permite aos que vivem grandes paixões. E a vida de cada dia é a lembrança de que Deus apaixonou-se por mim, por você...
Desde sempre...
_______________________________________________________________________________

Para quem deseja aprofundar essa reflexão, relaciono abaixo um itinerário de oração para o mês de Maio. São os mistérios do Rosário, uma das mais antigas orações da Igreja. Passo a passo, conta a conta, podemos acompanhar, com Maria a caminhada de Jesus. Ao lado de cada mistério, uma indicação bíblica que pode ajudar na meditação. Relaciono também os Mistérios Luminosos, acrescentados pelo Papa João Paulo II à oração tradicional do terço.


MISTÉRIO GOZOSOS: A Infância de Jesus (segunda e sábado)
1° Mistério: Anunciação do anjo Gabriel a Maria (Lc 1, 26-38)
2° Mistério: Visita de Maria à sua prima Isabel (Lc 1,39-56)
3° Mistério: Nascimento de Jesus (Lc 2,1-21)
4° Mistério: Apresentação do Menino Jesus no templo (Lc 2,22-40)
5° Mistério: Encontro de Jesus no templo entre os doutores da lei (Lc 2,41-52)

MISTÉRIOS DOLOROSOS: A Paixão de Jesus (terça e sexta-feira)
1° Mistério: Agonia de Jesus no Horto das Oliveiras (Mt 26,36-56)
2° Mistério: Jesus é flagelado(Mt 27,11-26)
3° Mistério: Jesus é coroado de espinhos (Mt 27,27-31)
4° Mistério: Jesus caminha ao Calvário levando sua cruz (Jo 19,17-24)
5° Mistério: Jesus é crucificado e morto (Jo 19,25-42)

MISTÉRIOS GLORIOSOS: A ressurreição de Jesus e de sua mãe (quarta-feira, e domingo).
1° Mistério: Ressurreição de Jesus (Jo 20, 1-18)
2° Mistério: A ascensão de Jesus ao Céu (Lc 24, 50-53)
3° Mistério: A vinda do Espírito Santo sobre os apóstolos (Atos 2,1-12)
4° Mistério: Assunção de Nossa Senhora ao Céu (Sl 44,11-17)
5° Mistério: Coroação de Nossa Senhora no Céu (Apo 12, 1-2)

MISTÉRIOS LUMINOSOS (quinta-feira)
1° Mistério: Batismo de Jesus no Jordão (Mt 3, 13-17)
2° Mistério: As Bodas de Caná (Jo 2, 1-12)
3° Mistério: O anúncio do Reino (Mc 1, 15)
4° Mistério: A Transfiguração de Jesus (Lc 9, 28-35)
5° Mistério: Instituição da Eucaristia Lc22, 15-20)

Eduardo Machado
Maio de 2009

segunda-feira, maio 04, 2009

Artigo do Frei Cristóvão: A Crise Global (I)

Leia abaixo mais um artigo enviado pelo Frei Cristóvão:

A CRISE GLOBAL (I)

A NATUREZA DA CRISE

É a questão crucial de fundo: trata-se de uma crise de percurso do sistema capitalista ou é o próprio sistema que não se sustenta mais? Suas contradições põem risco sua própria sobrevivência? Temos que ser inventivos no processo de criação de um novo paradigma de produção/consumo, além do mercado e da concorrência, caso queiramos garantir a sobrevivência do Planeta do qual também asseguramos a nossa sobrevivência,

Duas tendências:

1ª - As crises são ocorrências normais no sistema capitalista.
2ª - Trata-se de uma crise sistêmica. Atingimos o limite final do sistema econômico movido pelo produtivismo consumista que tem como meta o lucro para o capital. Seria, então, uma crise sistêmica e não periférica e sazonal.

1ª. Crise periférica, ocasional. (Teoria Econômica Clássica)

Desde 1780 o sistema capitalista cunhado de produtivista- consumista passou por 46 crises. Elas constituem fatores de aperfeiçoamento do próprio sistema; momentos de correção de seus erros e excessos. A proposta de solução é injetar enormes quantias de fundos públicos em socorro de instituições financeiras. È o que defende e divulga a grande imprensa (Entre nós o todo-poderoso ex-ministro do Regime Militar, Delfim Neto e a comentarista econômica Miriam Leitão. A equipe econômica do governo Lula reza pela mesma cartilha). (Cf. Análise de Conjuntura, CNBB: 2009).

No mais, se desconhece ou procurar ocultar os custos humanos em termos de qualidade de vida das grandes multidões excluídas da lógica do mercado, sem poder aquisitivo que sirva de amparo às intempéries de uma crise mais prolongada.

O Histórico
O sistema não tem atributo de perenidade. Tem sua origem no séc.13; estruturou-se nos séc. XVI-XVIII com a revolução industrial; consolidando-se com as revoluções política e cultural do séc. XIX. No séc. XX atinge sua maturidade com o processo de globalização (Idem, ibidem).

Suas diferentes formas:

1.Mercantilismo
2.Liberal
3.Imperialista-Colonial
4.De Bem-Estar Social e Neoliberal.

Tendo diferentes pólos: cidades italianas, Amsterdã, Londres, Nova York. Pequim seria a próxima? Sempre acompanhado por grandes crises sociais e políticas, em grande escala, resolvidas por meio de guerras! A grande questão: ele sobreviverá no séc. XXI?

Frei Cristóvão Pereira OFM.
freicristovao@gmail.com

P.S: Conheça do Canto Gregoriano.

domingo, maio 03, 2009

Vídeos, músicas e partituras de canto gregoriano.

Coloquei na minha página de canto gregoriano as partituras usadas no manual de ensaios do CORAL GREGORIANO DE BELO HORIZONTE.
São 39 páginas com mais de 150 partituras com 70 vídeos e 58 músicas.
Este trabalho contou com a colaboração e permissão de Giovanni Vianini, regente da Schola Gregoriana Mediolanensis, de Milão, na Itália; além de vários outros vídeos encontrados no YouTube.
Na página você poder ver/ouvir os vídeos e as músicas e acompanhá-las vendo as partituras.
Veja as páginas dele sobre canto gregoriano e ambrosiano e a do YouTube com mais de 300 vídeos.
As músicas não podem ser baixadas como MP3 e apenas ouvidas no Adobe Flash Player.
Os CDs podem ser comprados em várias lojas, entre elas a Amazon, CD Connection e Paulinas (no Brasil)

Espero que goste deste trabalho e que o mesmo sirva para você aprender a cantar a beleza da música gregoriana e, se gostar, divulgue-o para os seus amigos.

Espero, também, seus comentários e/ou opinião sobre este trabalho pelo e-mail: enfrades@yahoo.com.br

Um abraço e bom proveito.

Altair Costa (Tachinha)

Veja um exemplo de como ficaram as páginas.

I put on my Gregorian chant page music used in manual testing of CORAL GREGORIANO DE BELO HORIZONTE .
Are 39 pages with over 150 scores with 70 videos and 58 songs.
This study had the permission and collaboration of Giovanni Vianini, conductor of the Schola Gregoriana Mediolanensis, of Milan, Italy, besides many other videos found on the YouTube .
On page you can see / hear the videos and songs and accompany them seeing the scores.
Check out his pages on Ambrosian and Gregorian chant and the YouTube with over 300 videos.

The songs can not be downloaded as MP3 and only heard with the Adobe Flash Player.

The Gregorian Chant CDs can be purchased in several stores, including Amazon , CD Connection and Paulinas (Brazil)

I hope you enjoy this work and that it serves for you to learn to sing the beauty of Gregorian music, and if you like it, share it with your friends.

I also hope your comments and / or opinion on this work by e-mail: enfrades@yahoo.com.br

Altair Costa (Tachinha)

See below an example of how the pages were: