sábado, maio 24, 2008

Você não recebeu a carta do Enfrades? Parte 2

Complementando a postagem anterior, segue abaixo o e-mail enviado pelo Dante (Elefante) e cuja situação, ocorrida há um bom tempo, eu havia me esquecido.

Tachinha,

Lendo seu blog com a viagem antecipada do Holandes ou o atraso do José Luiz a um dos encontros, recorde-me de uma situação semelhante ocorrida.

Muitos anos atrás nós dois nos encontramos na rodoviária de Belo Horizonte e você me perguntou para onde eu estava viajando.

Achei que era uma brincadeira sua pois estava de mala e cuia, indo para o encontro em Santos Dumont e pensei que voce seria um companheiro de viagem.

Foi quando você me fez a pessoa mais triste do planeta naquele dia ao afirmar que o encontro havia sido realizado uma semana atrás.

E, olha que eu recebi a bendita carta (ainda não havia este troço de correio eletrônico).

Passei, então, a ficar mais atento.

Abraços

Dante

quinta-feira, maio 22, 2008

Não recebeu a carta do Enfrades?

O Paulo Botelho (Debanda), um dos grandes colaboradores do Blog do Tachinha, enviou um e-mail com um artigo e falava que ainda não tinha recebido a carta-convite-intimação para comparecer ao encontro anual dos amigos do Enfrades lá no Seminário Seráfico Santo Antônio, em Santos Dumont.
Se você faz parte do Enfrades não é preciso receber a carta para se sentir convidado, basta saber a data certa do encontro e aparecer.
O nosso encontro, normalmente, começa na primeira sexta-feira do mês de julho e caso não receba a carta, por alguma razão: mudou de endereço e não informou ao Tachinha; os Correios não entregaram a carta e não devolveu para nós; o seu e-mail não é o mesmo que a comissão tem nos seus registros etc. etc.
Se você não recebeu a carta entre em contato com o Tachinha ou qualquer membro da comissão ou com algum amigo com quem você se relaciona mais.
Há alguns casos engraçados por essa falta de informação e/ou comunicação como o caso do Nicolau Schoenmaker (Holandês - 60/64) que mora em Holambra, cidade das flores, perto de Campinas, em São Paulo, e é um dos bons e animados participantes do Enfrades. Por alguma razão ele não recebeu a carta e não sabendo a data certa viajou a Santos Dumont uma semana antes do nosso encontro e, infelizmente, não pôde voltar na semana seguinte.
Outro fato ocorrido foi com o José Luiz da Silva (Zé Véia - 63/68) que ligou para o Tachinha uma semana depois do encontro querendo saber a data do mesmo???
Faça como o José Geraldo Miranda (Coruja - 52/60) que em determinado ano ainda não tinha recebido a carta e ligou para o Tachinha; como o Sérgio Benedito (Bené - 90/93), um grande colaborador na época dos encontros, que mandou um recado para o Tachinha no Orkut informando que não tinha recebido a carta e querendo saber a data certa.
Portanto, Debanda e todos os amigos do Enfrades, quando não receberem a carta é só entrar em contato conosco.
Diante destes casos agora só falta você já ir arrumando as malas para nos reencontrarmos lá em Santos Dumont nos dias 4 a 6 de julho.

terça-feira, maio 20, 2008

Artigo do Rosário: A Bíblia.

Leia abaixo mais um artigo enviado pelo Rosário.

Paz plena...

Irmãos e companheiros de evolução do ENFRADES,
que a PAZ habite o coração de cada um.
Todos nós estamos em busca da verdade, que liberta (João 8,32). A partir de 1980 passei a ter novas visões sobre a verdade e passei compreender melhor quase todos os ensinamentos contidos na Bíblia Sagrada.
E por causa de tudo isso tomei a decisão de entender tudo da melhor forma possível e procurei escrever cartas para as pessoas que pudessem me ajudar nessa empreitada.
Vejam dois textos de uma destas minhas cartas, que escrevi para o Frei Patrício, em 15/10/1994. Esse frei foi um dos meus "Conselheiros Espirituais" do meu tempo de seminário:
1º) "Até 1980 tinha uma grande angústia, tristeza e interrogação interior, pois não concordava com muita coisa que tinha aprendido sobre a Bíblia e de muitos dos aspectos, que Deus era apresentado nas páginas das Escrituras Sagradas. Ensinaram-me que a Bíblia era a palavra do DEUS-VIVO e eu discordava de muitos trechos bíblicos, isso era um peso difícil de suportar.
Não concordava com a expulsão de Adão e Eva do paraíso, com a condenação de Eva para dar a luz em dores e a de Adão para que se alimentasse com o suor do rosto (Gn 3).
Discordava do arrependimento que Deus teve de ter criado o homem e por isso destruiu o gênero humano pelo dilúvio, exceto Noé e seus familiares (Gn 7).
Para mim havia erros na forma de nos ensinar e explicar o sacrifício que Deus pediu a Abraão, cuja vítima seria o seu filho Isaac (Gn 22).
Não concordava com a destruição de Sodoma e Gomorra (Gn 19).
Todos são atos não dignos de quem é perfeito, amoroso e compreensível, mas sim próprios de quem é carrasco e cheio de tirania. Se são atos indignos, também eram indignos!!!"

2º) "Frei, esse Deus apresentado nestas passagens bíblicas e noutras semelhantes, eu nunca queria encontrar. Esse Deus é anti-cristão e cheio de tramóias das mais vis.
O Deus que sempre procurei era o do "Não Matarás" (Ex 20,13); "Não Cometerás Adultério" (Ex 20,14), que quer dizer: "Seja plenamente fiel"; "Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei" (Jo 15,12); "Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância" (Jo 10,10b); "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" (Jo 8,32); "Sou eu que falo contigo" (Jo 4,26); "Perdoai setenta e sete vezes" (Mt 18,22).
Queria encontrar o Deus-Pai-Mãe-Criador, pleno de amor, compreensão, bondade, vida, sabedoria, perfeição, simplicidade, humildade e liberdade, e O encontrei."

Quem desejar ler a carta toda, digo que está nesse endereço:


197 - A Bíblia - publicado em 30/04/2008.

O leitor Flávio Edson escreveu fazendo comentários sobre os artigos do colunista José Reis Chaves, em que fala sobre a Bíblia (Leitor 25/4). O que mais me interessa é a verdade, entender bem o que é a Bíblia, como a Bíblia foi escrita, copiada, traduzida em diversas línguas e, assim, chegou ao nosso conhecimento, como sendo a palavra de Deus.
Deus é bom, onisciente e possui todos os atributos em perfeição absoluta, então a Bíblia não pode ser a palavra de Deus, pois se o fosse, Deus não seria perfeito, já isso se pode provar pelas contradições existentes na Bíblia. Vou citar apenas um exemplo dessas contradições: "Não matarás" (Ex 20, 13 e Dt 5,17) e "Assim diz Iahweh dos Exércitos: Resolvi punir o que Amalec fez a Israel cortando-lhe o caminho quando subia do Egito. Vai, pois, agora, e investe contra Amalec, condena-o ao anátema com tudo o que lhe pertence, não tenhas piedade dele, mata homens e mulheres, crianças e recém-nascidos, bois e ovelhas, camelos e jumentos" (1Sm 15, 2 e 3). Quem deu o mandamento "Não matarás" não pode ser o mesmo que mandou matar ou, então, Deus não é perfeito, pois deu ordens contrárias ao mandamento já dado.
Rosário Américo de Resende, ex-professor da UFMG
Belo Horizonte, 25/04/2008.

domingo, maio 18, 2008

Jogo dos 7 erros

Após a indicação da página do teste do QI vai agora um jogo de 7 erros, muito atual, num e-mail enviado pelo Pedro Eduardo Pereira (Pep - 86/87).



Quem descobrir os 7 erros é porque está batendo um bolão.

Cervejinha de quinta-feira, dia 15 de maio de 2008.

Estiveram presentes na cervejinha desta quinta-feira: Jaburu, Carlos Augusto (Coelhinho), Aloísio Tirado (Jaó), José Derval, Tachinha, Amaury, Adeir e seu genro Adriano Dupin, Paulo Petermann e seu amigo Vieira, Ricardo Cruz (Grilo) e Valjean (Canela).
O Dr. Jaburu como leitor assíduo do Blog e sempre presente nas cervejinhas informa que o Alex Fantini esteve presente nesta quinta-feira, antes do Tachinha chegar.