sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Artigo do Frei Cristóvão: A conquista da liberdade.

Leia abaixo mais um artigo enviado pelo Frei Cristóvão.

A CONQUISTA DA LIBERDADE – A HISTÓRIA DOS DOIS CACHORROS

“Não há liberdade sem um mínimo de justiça”(FC)

Quando professor de sociologia na FADOM, Divinópolis, o tema da liberdade sempre aflorava nas discussões em plena aula. Além do enfoque de cunho filosófico a propósito do tema, puxava mais por uma compreensão do que venha ser liberdade, numa conceituação sociológica. Dava como tarefa para a turma desenvolver nas provas a tese: “O Homem é produto Meio”. Teriam que fundamentar até onde o aforisma continha de verdade ou não.
Sociologicamente, a liberdade de cada pessoa é condicionada por sua herança genotípica e filotípica. Ilustrava minha exposição com o exemplo de um animal bravio.

Quanto mais for raivoso, agressivo, mais apertada deveria ser a coleira no pescoço; como também a extensão da corda que o mantém preso. O limite de seu espaço de vida corresponde com os limites de sua iracibilidade. Já para o animal de índole dócil carece de coleira e de corda no pescoço. O seu espaço existencial é bem amplo.

È sabido, no meio popular, que um cachorro vira-lata goza de mais liberdade e tem mais resistência para enfrentar as intempéries da vida do que um cachorro burguês de madame, cheia de salameleques e nove-horas. O seu cachorro recebe um tratamento especial; sua alimentação supera em calorias e proteínas à alimentação do vira-lata lá da favela.

O caso se deu em Paris. O cachorro, como de costume, tinha seu vezo de pernoitar no mesmo bairro Saint Elisée. Afinal, lá não lhe faltavam tantas latas de lixo com apetitosos restos de comida dos luxuosos apartamentos da famosa avenida da capital francesa. Sendo exímio vira-lata, não lhe custava muito virar as latas de lixo, de preferência à noite, para não ser molestado pelos transeuntes, ou por um soldado mal encarado!

Um belo dia, em plena noite, o dondoca do cachorrinho da madame conseguira fugir. Virando pra cá e pra acolá despencou escada abaixo e foi parar na avenida. Ficou deslumbrado com tanta luz e tanto espaço à sua frente. Bem em frente ao edifício lá estava o nosso vira-lata, na sua ronda noturna em busca de comida. Viram-se, se cheiravam e coisa e tal!
O vira-lata matou a charada: esse pobre coitado não entende é de nada a não ser de seu espaço no apartamento da madame. Pensou consigo: vou passar uma peça nesse burguesinho parisiense!
-Vamos passear. Vou lhe mostrar as belezas da assim chamada “Cidade das Luzes”
E lá se foram cidade afora. O vira-lata projetara um esquema de tal monta que o coleguinha da noite haveria de se perder e assim teria que aprender a se virar como ele para sobreviver. Não deu outra: de burguês haveria de se tornar cidadão comum, como a maioria dos habitantes de Paris. De burguês se transformaria num republicano, um democrata. Mas antes teria de passar pelo estágio de vida de um vira-lata como ele. Na rua da amargura haveria de aprender que nós cachorros temos a mesma dignidade: de ser da mesma espécie, e gozar do atributo de ser o maior amigo do Homem.

Depois de muito passear, o cachorrinho burguês se sentiu cansado, com sede e muita fome.
- Hei, meu amigo, em qual restaurante vamos parar para o jantar?
- Restaurante? Jantar? Meu caro, você não está sonhando não?
- Então, foi aquela choradeira sem fim!
- Então, me leve para meu apartamento. Lá a gente tem de tudo. Não falta nada. Você até que poderia viver conosco; sinto-me muito só! Mas arrematou: - Você tem que passar por uma reciclagem, aprender a se comportar como gente. Nada de latir alto, fazer cocô em qualquer lugar e perder esta mania de urinar em qualquer poste. Imagine você urinando nos pés da mesa da sala-de-estar da minha querida madame!
- Foi quando o vira-lata se sentiu ferido nos seus brios:
- Oh seu fdp, vai para pqp! Não troco nunca minha vida, minha liberdade por uma merda de apartamento de sua madame. Tenho a cidade toda como meu espaço vital e nunca passo fome; em cada esquina tenho uma lata de lixo onde encontro muita coisa para matar minha fome. Em caso de sede, sei muito bem encontrar um chafariz onde borbulham águas cristalinas de seus repuxos! Tchau e bênção! Passar bem!

Moral da história: a liberdade é a gente quem a conquista. Basta aprender com a vida, sábia mestra, a governar nosso entorno, nossos condicionamentos genotípicos e filotípicos.
A.Gasset nos deixou esta lição: Quem é o Homem?
“É ele e suas circunstâncias”

Frei Cristóvão Pereira ofm.
freicristovao@gmail.com
Praça S.Francisco das Chagas, Carlos Prates, BH, 29/o1/2008.

Cervejinha de quinta-feira: 31 de janeiro de 2008.

A cervejinha desta quinta-feira contou com as presenças do Jaburu, Paulo Petermann e seu amigo Vieira, Aloísio Tirado (Jaó), frei Cristóvão, Tachinha, Francisco Motta, Tito (Coruja), Carlos Augusto (Coelhinho), Gilberto Zanoli (Rato) e Márcio Américo (Jerwázio) e sua noiva Alessandra.

quinta-feira, janeiro 31, 2008

Vila Viçosa onde fica?

Coloquei na postagem com as cidades de onde os internautas têm visitado o Blog do Tachinha e como não tinha conseguido localizar onde fica a cidade de Vila Viçosa recebi 3 e-mails de um dos leitores constantes do Blog, o Dante (Elefante), um dos raros exemplares da torcida do América aqui de Belo Horizonte, dando informações sobre a localização da cidade.

No último e-mail ele fez uma pequena confusão com o nome da uma possível cidade homônima no Brasil que se chama Nova Viçosa só que a cidade que ele localizou, também , é Vila Viçosa.

1º - Prezado consulente Tachinha,

Você não encontrará Vila Viçosa no mapa do Brasil já que é um município da nossa querida Portugal.

Abraços

Dante

2º - Em tempo, faça uma visita no endereço da cidade:

Vila Viçosa

Abraços

Dante.

3º - Tachinha,

Consultando o site do IBGE localizei a cidade de Nova Viçosa que fica na Bahia e que tem os seguintes dados:

Nova Viçosa - Bahia
Contagem da População 2007 34.623
Área da unidade territorial (km²) 1.326
Código do Município 292300

Para voce consultar, sempre que tiver dúvidas sobre localização de municípios do Brasil segue o link do IBGE

Digite o nome do município no local específico e, caso exista, surgirão os dados sobre o mesmo.

Agora, como em Portugal também tem um município homônimo, fica o registro já dado.

Dante

terça-feira, janeiro 29, 2008

Visitas ao Blog - Blog`s visits

Depois que o Tachinha colocou a rádio de canto gregoriano e um contador de visitas o Blog dele já recebeu, em 3 semanas, mais de 100 visitas de várias cidades do Brasil e algumas de outros países.
A página do Coral Gregoriano de Belo Horizonte tem uma média de 42 visitas diárias e já foi visitada por internautas de mais de 90 países.

Acre: Rio Branco

Alagoas: Maceió

Bahia: Camaçari; Salvador

Ceará: Fortaleza; Tianguá

Distrito Federal: Brasília; Planaltina; Taguatinga

Espírito Santo: Marechal Floriano; Vila Velha; Alfredo Chaves

Goiás: Goianápolis; Goiânia

Mato Grosso: Cuiabá

Minas Gerais: Almenara; Belo Horizonte; Conselheiro Lafaiete; Contagem; Ipatinga;
Itabirito; Itaúna; Juatuba; Nanuque; Nova Serrana; Ouro Preto; Paiva; Paraguaçu;
Pedro Leopoldo; Perdões; Sabará; Santa Luzia; Santa Rita do Sapucaí; Viçosa; Betim;
Uberlândia;

Pará: Belém

Paraíba: João Pessoa

Paraná: Curitiba; Foz do Iguaçu; Guaíra; Ibipatinga; Ibiporã; Londrina; Maringá; Umuarama

Pernambuco: Jaboatão; Recife

Piauí: Terezina

Rio de Janeiro: Guapimirim; Macaé; Magé; Niterói; Nova Iguaçu; Piraí; Rio de Janeiro;

Rio Grande do Sul: Alegrete; Canela; Flores da Cunha; Novo Hamburgo; Porto Alegre;
Santa Maria; São Borja; Viamão.

Rondônia: Monte Negro.

Santa Catarina: Blumenau; Camboriu; Florianópolis; Itajaí; Joinvile; São José; Videira; Jaraguá do Sul; Concórdia.

São Paulo: Agudos; Americana; Araraquara; Assis; Bauru; Birigüi; Campinas; Cosmópolis; Duartina; Francisco Morato; Guarulhos; Indaiatuba; Ipaussu; Iperó; Itatiba; Itapevi; Jundiaí; Lençóis Paulista; Mogi Mirim; Monte Azul Paulista; Osasco; Paulínea; Pederneiras; Poá; Salto; Santana de Parnaíba; Santo André; Santos; São Caetano do Sul; São José dos Campos; São Paulo; Valinhos; Batatais; São Carlos; Tupã.

Sergipe: Aracaju

Tocantins: Palmas

Argentina : Buenos Aires

Bélgica: La Louviére

Cabo Verde: Praia

Canadá: Mississauga; Toronto

Espanha: Madrid

Estados Unidos: Lehigh Acres; Marietta; Newark; Notre Dame; Scottdale; Washington

Holanda: Rotterdam

Nigéria: Cidade desconhecida

Portugal: Águeda; Albergaria-a-Velha; Alhandra; Amora; Angra; Aveiro; Braga; Estoril;
Feira; Funchal; Lisboa; Ponta Delgada; Portimão; Queluz; Rio de Mouro; Setubal; Ventosa; Prime; Castelo Branco

Uruguai: Maldonado

Eu não sabia em que estado ficavam muitas cidades brasileiras e para isso tive que consultar a página do IBGE para conhecer onde elas estão localizadas e não consegui localizar onde fica a cidade de Vila Viçosa.

Gostaria que você, prezado visitante, mandasse um e-mail para o Tachinha informando como você localizou o meu Blog: enfrades@yahoo.com.br

Caso queira, mande, também, a sua colaboração.

Páginas amarelas - Afinador de Pianos

Nós que tivemos a graça de ter estudado em seminários formamos um grupo especial de ex-colegas de estudos.
Como vivíamos internos, fazíamos parte de uma mesma família, apesar de que, antigamente, era uma família meio dividida em grupos: menores, médios e maiores.
Tal convivência diária fez com que nos tornássemos amigos e esta amizade, em sua grande maioria, permanece "extra-muros" na nossa convivência diária entre os que se ordenaram padres e os que abandonaram o seminário.
No trabalho cada um exerce uma atividade e/ou profissão e seria interessante que, além do grupo do Enfrades (ex-seminaristas franciscanos), fosse possível fazermos uma página na Internet colocando esta atividade ou profissão dos ex-seminaristas de outros seminários: Caraça, Diamantina, Mariana, Corrêas (Petrópolis), Congonhas, Borda do Campo, Cachoeira do Campo, São João del Rei, Belo Horizonte, Aparecida, Ibaté, Agudos etc. etc. e assim quando algum de nós precisar de comprar um colchão, óculos, fazer seguros, usar serviços de gráfica, de advogados; alugar ônibus ou van ou chácara para festas e qualquer outra atividade bastava ir à tal página e verificar qual ex-seminarista exerce a atividade que estamos procurando.
Nas grandes capitais brasileiras: Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador etc. é onde se concentra um grande números de ex-seminaristas das mais variadas "raças": franciscanos, lazaristas, dominicanos, verbitas, seculares etc.
Certamente o "procurado", por também ser um ex-seminarista, dará uma atenção especial e/ou desconto para o colega.
Hoje mesmo precisei de um serviço de gráfica e procurei o Celso Silva, ex-seminarista de Petrópolis, para fazer o tal serviço e, obviamente, ele me deu a devida atenção e, posteriormente, será cantado o desconto pelo trabalho.


Como exemplo de tal intercâmbio "ex-seminarístico-comercial" estou indicando o Francisco Motta que exerce a atividade de afinador e reparador de pianos conforme propaganda do seu folder abaixo.
Fica lançada a idéia para um banco de dados de todos os ex-seminaristas que queiram participar da tal página.



Clique nas fotos para ampliá-las.

Para qualquer informação, por favor, entre em contato com o Tachinha pelo e-mail: enfrades@yahoo.com.br

segunda-feira, janeiro 28, 2008

Fotos e Turismo

Se você gosta de fotografias e de viajar, nem que seja só pelas fotos ou revistas de turismo, navegue na página Panoramas
Neste endereço você encontrará centenas de fotos em 360º de vários pontos turísticos em todo o mundo e com o mouse pode percorrer toda a foto.
Dentre as fotos você encontrará as das novas sete maravilhas do mundo moderno, festas de final do ano de 2007 em várias cidades e ver todo o deslumbre da Sala de Cristais do Palácio de Versalhes.
Para ver as fotos você precisa ter o programa Quick Time que pode ser baixado neste endereço da Apple.
Bom passeio pelas belezas das fotos e dos lugares.

domingo, janeiro 27, 2008

Fotos do jantar de final de ano.

O Tachinha já colocou na página do Flickr: as fotos do jantar de confraternização de Natal - final de ano - do pessoal do Enfrades - Encontro Franciscano de Ex-seminaristas.
O álbum chama-se Jantar de Natal de 2007. Dê uma olhada no álbum e nos mais de 40 outros álbuns.