quarta-feira, outubro 22, 2008

Piadas de português e freira.

Leia abaixo piadas enviadas pelo José Juventino (Jumentinho) e um amigo.

Orgasmo português

Um português e uma garota estão apaixonados e se casam. Mas por mais que o marido se empenhe, a sua mulher nunca consegue um orgasmo. Eles resolvem procurar um terapeuta sexual. Este ouve atentamente e acaba dando uma sugestão:
Contrate um desses garotos de programa e enquanto vocês estiverem fazendo amor, peçam-lhe que fique pelado balançando uma toalha sobre vocês, sempre à vista de sua esposa. Isto deve ajuda-lá a fantasiar, o que deverá leva-lá a vários orgasmos.

Eles voltam para casa e seguem os conselhos do terapeuta. Contratam um rapaz jovem e bonito que fica pelado abanando entusiasticamente a toalha enquanto o casal transa.
Mas, por mais que tentem, não dá resultado o belo visual pelado, pelo que o casal volta ao terapeuta, que sugere:

Vamos tentar o inverso para ver se o problema é físico. Hoje, deixe o rapaz transar com sua esposa e o senhor fica abanando os dois com a toalha.
Mais uma vez o casal segue o conselho do terapeuta. Contratam o mesmo rapaz que deita na cama com a mulher, ficando o marido com a toalha. O garoto de programa é realmente muito bom e a mulher grita de prazer, conseguindo múltiplos orgasmos.
Com um sorriso de satisfação, o português (marido) dá um tapinha nas costas do rapaz que está sobre a mulher e diz triunfante:
Ta vendo, 'Zé mané' ... É assim que se abana!!!!!


A freira e o taxista.

Uma freira faz sinal para um táxi parar. Ela entra e o taxista não pára de olhar para ela: - Por que você me olha assim?
Ele explica: - Tenho uma coisa para lhe pedir, mas não quero que fique ofendida... Ela responde: - Meu filho, sou freira há muito tempo e já vi e ouvi de tudo. Com certeza não há nada que você possa me dizer ou pedir que eu ache ofensivo.
- Sabe, é que eu sempre tive na cabeça uma fantasia de ser beijado na boca por uma freira...
A freira: - Bem, vamos ver o que é que eu posso fazer por você: primeiro, você tem que ser solteiro, e também católico.
O taxista fica entusiasmado: - Sim, sou solteiro e até sou católico também! A freira olha pela janela do táxi e diz: - Então, pare o carro ali na próxima travessa. O carro pára na travessa e a freira satisfaz a velha fantasia do taxista com um belo beijo na boca. Mas, quando continuam para o destino, o taxista começa a chorar: - Meu filho - diz a freira - Porque é que está chorando? - Perdoe-me Irmã, mas confesso que menti: sou casado e sou evangélico.
A freira conforta-o: - Deixa pra lá. Estou a caminho de uma festa a fantasia , me chamo Alfredo e sou gaúcho...

Nenhum comentário:

Postar um comentário