quarta-feira, maio 07, 2008

Artigo do Rosário: Jesus, o Cristo.

Leia abaixo mais um artigo enviado pelo Rosário Resende.

Paz plena....
Irmãos e companheiros do ENFRADES,
que a PAZ habite o coração de cada um e que todos tenham a mente livre para ir em busca da Verdade, que liberta.
Temos que falar e divulgar aquilo que sabemos e não podemos ser omissos, pois Deus confiou e confia em todos nós.
E temos que sempre lembrar do ditado popular: "Faça a sua parte, que Deus o ajudará".
Só podemos nos libertar dos princípios não verdadeiros, mas ensinados como se o fossem, quando buscamos o entendimento e a compreensão de tudo o que já aconteceu e acontece na história da humanidade.
Não podemos esquecer, que no Apocalipse 13, 18 está escrito: "Aqui é preciso muito discernimento! Quem é inteligente calcule o número da Besta, pois é um número de homem; seu número é 666". Esse versículo já fez muita gente tremer de medo no passado e ainda o faz no presente.

Eis o artigo na íntegra:

195 - Jesus, o Cristo - publicado em 21/03/2008.

Parabéns ao teólogo Leonardo Boff pelo artigo: "A crise do Filho do Homem" (Opinião 14/3), onde comenta sobre a vida e a missão de Jesus de Nazaré há dois mil anos. O teólogo Boff, após ter sido envolvido pela falsidade do projeto do PT, parece que voltou a ser um verdadeiro teólogo ou profeta da Teologia da Libertação.
Realmente só podemos falar o que sabemos e testemunhar o que vimos (João 3,11) e pelo conhecimento da verdade iremos conquistando a nossa liberdade até de pensar (João 8,32). Jesus veio nos ensinar o caminho do nosso aperfeiçoamento por meio do perdão, do amor e do servir. Seus discípulos e seguidores não entenderam o drama vivido pelo mestre Jesus em função da perseguição implacável do poder religioso, que envolveu e até enganou o poder político para que este o condenasse a morte na cruz como um revolucionário e inimigo de César em Roma e assim complicaram tudo. Os autores dos Evangelhos até escreveram que a prisão, o julgamento, a flagelação e crucificação de Jesus foram atos da vontade de Deus, que é perfeito em tudo e ama a todos. E assim Deus foi considerado como um implacável tirano humano. Depois os cristãos, nos primeiros séculos seguintes, transformaram Jesus em Deus e o labirinto da confusão teológica se completou.
Só no século XIX foi que surgiu entre nós um discípulo de Jesus, que conseguiu desvendar o labirinto e nos mostrou a beleza dos ensinamentos de Jesus, como também permitiu a compreensão esotérica da Teologia da Libertação no século XX, que, por sua vez, pôde explicar o grande erro da teologia de sangue e que a Bíblia não é a palavra de Deus, mas a lenta e constante revelação da verdade pela espiritualidade, que também vai evoluindo-se com o caminhar da história.
Agora já estamos em condições de entender que o projeto de Jesus está se realizando no decorrer da história, ao invés de ser no termo da mesma, pois a vida não terá fim. Sem a aceitação da verdade da reencarnação fica impossível entender a vida e a própria história da humanidade, onde tudo está em uma eterna evolução com o aperfeiçoamento de todos.
Rosário Américo de Resende, ex-professor da UFMG.
Belo Horizonte, 17/03/2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário