sexta-feira, abril 25, 2008

Artigo do Rosário: O poder para manter o poder

Leia abaixo o último artigo enviado pelo Rosário Resende (57/64)

Paz plena...
Companheiros e amigos do ENFRADES,
um abraço para todos.
Não gosto de escrever sobre política, pois cada um tem suas opiniões e muitas vezes os assuntos sobre política causam mais discórdias do que harmonias.
Mas esse meu artigo foi sobre política e vejam, na íntegra, o que enviei para o jornal:

196 - O poder para manter o poder - publicado em 23/04/2008.

Quero parabenizar ao colunista Vittorio Medioli pelo ótimo artigo: "A luta pelo poder" (O Tempo 17/04). Realmente, quase todos os nossos políticos buscam sempre o interesse pessoal como o primeiro e único objetivo. Para eles, tudo se torna justificável para conquistar o poder e por isso os desonestos quase sempre vencem. E assim as eleições ficam como uma ferrenha luta entre muitos desonestos.

Agora o mais negativo de todo o nosso processo político é que os candidatos, que praticam atos negativos, corrupções e cafajestagens políticas, só são realmente descobertos, após conquistarem o poder. Com o poder nas mãos os nossos políticos começam a agir para manter o poder e tudo fazem em benefício do grupo e ou dos parentes do grupo.

A maioria dos políticos só lembra do povo na hora de pedir os votos, pois, após a conquista do poder, o povo é tratado como algo indesejável e até prejudicial. Feliz daquele eleitor que for recebido pelo dono do poder, que o próprio povo lhe deu pelos votos.

Os políticos corruptos só são desmascarados em função das brigas de interesses pelos frutos da corrupção. E, quando um é pego com a boca na botija e, vendo-se perdido, ele então acusa a outros, que também são corruptos.

Agora o método atual, de quem está no poder, mudou de tática, pois, quando vem a público um ato de corrupção, um só assume a culpa e é afastado do poder central do governo, mas fica secretamente participando do poder dentro de seus partidos e protegido pelos membros do partido, que ficam no poder.

É por tudo isso que se diz: "É muito difícil encontrar um político honesto", pois o agir com honestidade não é mais ético para muitos políticos.

Rosário Américo de Resende, ex-professor da UFMG. Belo Horizonte, 18/04/2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário