sábado, novembro 17, 2007

Convite do Frei Raul: lançamento de livro


O Frei Raul ligou para o Tachinha e pediu para ele convidar os amigos do Enfrades para o lançamento do livro com as obras dele.
O evento será no dia 21, quarta-feira, às 19:30, nas Paulinas da Av. Afonso Pena, 2.142 perto da Praça Tiradentes, aqui em Belo Horizonte.
O lançamento em Divinópolis será na noite de quinta-feira, dia 22, no Salão Paroquial.
Na semana passada houve o lançamento lá no Seminário em Santos Dumont.
O livro custa R$25,00.
Clique na foto para ampliá-la e ver um pouco da obra do grande artista Frei Raul.

quinta-feira, novembro 15, 2007

Ata da reunião

Abaixo esta a "ata" da reunião que tivemos lá em Betim para organizar uma confraternização de final de ano.
A "ata" foi escrita pelo Francisco Motta (Chiquinho).
O Tachinha recebeu um e-mail do Natalino informando que ele também é um dos leitores do Blog. Esta feito o registro do esquecimento do Tachinha.

Preparação para a Confraternização dos Ex-franciscanos

Reunião do dia 05 de novembro 2007.

Presentes: Tachinha, Marcos Cruz, Elias Dionísio, Antônio Vagno, Vicentão, Verivaldo, Francisco Motta; Frei Gilberto; Frei Donizete; Nilson (em spiritus).

Tivemos uma excelente acolhida pelos freis Gilberto e Donizete (e Jaime, intencionalmente, pois não estava presente) e foi nos oferecido até cafezinho com pão de queijo assado na hora.

Ficou confirmado que a nossa confraternização terá como convidados os Ex-franciscanos (menudos e velhudos); nossas famílias (filhos, cônjuges etc) e frades afins com o nosso movimento e Enfrades;

A data será dia 22 de Dezembro no convento de Betim às 15 horas;

Teremos após a acolhida um momento rápido de “bate-papo” para se comunicar e articular as idéias que surgiram no último Enfrades, a saber:

A gravação do Lucernário (arranjos e produção em andamento pelo Chiquinho);

A produção de uma intervenção teatral no próximo Enfrades (Nilson, Elias);

A organização de um banco de dados sobre ex-franciscanos (Tachinha);

A manutenção de nosso encontro intermediário e a mobilização de “menudos” para o Enfrades;

Em seguida uma missa, na qual temos ainda a esperança de conseguir agenda com o Provincial para celebrar, onde gostaríamos de renovar nossos compromissos com o Carisma Franciscano, com nossos laços, com nossas famílias e com a Província.

Vão preparar a liturgia: Marcos Cruz, Gilson e Carlão.

Vão preparar a música: Vagno, Chiquinho e Anísio.

Em seguida o churrasco.

Definimos os detalhes para organização de nossa confraternização, a saber:

A mobilização (convidados) para este evento deverá ser exaustiva e minuciosa. Dela dependerá o sucesso de nosso projeto.
Assim devemos conseguir rapidamente as informações que o frei Fabiano dispõe com os velhos contatos de nossas turmas no Provincialado;

Cada um deve ter como principal foco na mobilização em primeiro lugar os “ex” de sua própria turma, depois os de sua época, em seguida os que sobrarem quando dividirmos a grande lista;

Tachinha fica responsável pela mobilização dos Velhudos;

Temos como foco os ex-franciscanos que moram em Belo Horizonte e na Região Metropolitana;

Faremos na medida do possível convites pessoais (através da idéia do Chiquinho de escrevermos um pouco sobre a pessoa no convite para “sensibilizar”);

Chiquinho fará o modelo de convite;

Todos se habilitam a ir a uma conversa com o provincial;

Chiquinho marca a conversa;

A confirmação da presença será até o dia 15 de dezembro, quando faremos uma nova reunião;

No que diz respeito à logística (?!) para a confraternização, recebemos um grande apoio da comunidade franciscana que mora no convento de Betim, pois disponibilizaram francamente o convento, suas dependências, utensílios de cozinha, capela, piscina (?!); freezer; mesas, churrasqueira e etc;
Teremos que mesmo assim comprar alguns descartáveis como copos, pratos, garfos, guardanapos, etc.

Sobre como iremos custear esse evento ficou definido que: como não sabemos, e nem podemos suspeitar até a confirmação, sobre quantos deverão estar presentes, iremos então criar um fundo para custear as despesas para um total de 80 (?!) convidados. Cada um de nós, presentes na reunião (mais o Nilson), irá contribuir com R$80,OO. O Tachinha vai ver com os velhudos uns três “pra Cristo” para colaborar também. Assim poderemos perfazer uma quantia que nos dará segurança para convidarmos as pessoas;

Este fundo pode ser reembolsado a partir das contribuições que pretendemos receber de nossos colegas presentes na confraternização;

Este fundo tem como objetivo também não constranger aqueles que porventura estiverem impossibilitados de contribuir e queiram participar da confraternização ou aqueles que poderiam encontrar dificuldade em depositar num banco, aí então ter conferir no extrato etc

Supomos que o custo individual deste churrasco será em torno de 15 a 20 reais. Não sabemos ainda como iremos receber.

Vicentão é o nosso Ecônomo;

O cardápio para o evento será: churrasco noturno, farofa, pinga, vinagrete, cerveja, arroz, refrigerante, li----mão, açúcar, vodKa, salada (colorida), temperos. Ah, e carvão.
Chiquinho colocará uma lâmpada em cima da churrasqueira;

Vicentão, Elias e Verivaldo trarão seus espetos e suas churrasqueiras domésticas para usar caso chova;

O Tachinha sugere que se procure o ex-franciscano João Bosco (3532-4319) para ajudar na hora de comprar as bebidas em Betim;

Nossas esposas poderiam preparar, cada uma, um prato (pratão) de docinhos para oferecermos as crianças presentes;

Ficou pendente o local e horário para a próxima reunião de 15 ou 16 de dezembro. Teremos que articular por telefone;

Entendemos que obtivemos muito êxito neste encontro e estamos muito animados.

Ao final Tachinha, Vagno e Chiquinho tomaram “uma” no “Angú a Bahiana” (esquina de Dr. Gravatá) pra relembrar os outros tempos.

terça-feira, novembro 13, 2007

Cadê notícias?

O Tachinha, ou melhor, o Blog do Tachinha tem alguns leitores assíduos, tais como: Dom José Belisário, Jaburu, Jorge Laudelino, Dante (Elefante), Carlos César (Palito), José Juventino (Jumentinho), Rosário, Francisco Motta (Chiquinho Motta) e quem mais? ...e quando ele fica muito tempo sem colocar alguma notícia logo, logo puxam a orelha dele e, portanto, não posso ficar enrolando muito tempo sem dar o ar da graça.
No sábado o Tachinha e o Chiquinho Motta estiveram numa reunião lá no Centro de Espiritualidade Franciscana, antigo Seminário Nossa Senhora dos Anjos, para combinar um churrasco de final de ano e com o objetivo, também, de programar a ida de mais "menudos" no encontro do Enfrades lá em Santos Dumont.
Estiveram presentes o Tachinha, Chiquinho Motta, Verivaldo, Vicente Eliziário (Vicentão), Elias Dionísio, Antônio Vagno e Marcos Cruz.
Na reunião combinamos a realização de um churrasco lá em Betim no dia 22 de dezembro, sábado, à tarde.
Lá no seminário nos encontramos com os Freis Gilberto e Donizetti e fomos brindados com us gostoso cafezinho e uma fornada de pão de queijo quentinho.
Fique ligado para saber informações sobre este churrasco e sinta-se, desde já, convidado para participar.



Na foto estão o Antônio Vagno (Vagno), Vicente Eliziário (Vicentão), Marcos Cruz, Chico Motta, Elias Dionísio e Tachinha. O Verivaldo teve que sair antes.
Clique na foto para ampliá-la.

domingo, novembro 11, 2007

Passagem da Bíblia: nova versão

O Dante (Elefante) mandou um e-mail com uma nova versão da passagem da Bíblia sobre o sacrifício do filho de Abraão.

Abrahão levou o filho para o deserto, amarrou ele numa árvore e começou uma fogueira em baixo do seu pé. De repente, ele ouve uma voz:
- Abrahão, o que é isso?
- Senhor, eu estou sacrificando o meu filho conforme a vossa ordem!
- Não, Abrahão, eu só queria medir a sua fé. Pode soltar o menino.
Abrahão obedeceu e desabafou:
- Filho, graças a deus, o senhor libertou você!
E o menino:
- Libertou coisa nenhuma! Se eu não fosse ventríloquo, tava ferrado.