quinta-feira, outubro 06, 2005

Sorteio do quadro do Seminário.

O sorteio do quadro do Seminário, pintado pelo prof. Almir, ex-seminarista de Petrópolis e que mora em Santos Dumont, foi realizado no dia 4, dia de São Francisco. O sorteio foi lá no Seminário e assim que souber do número eu coloco no Blog.
Eu trouxe, no final do nosso ENFRADES, 10 blocos e não consegui vender todos. Se alguém quiser comprar algum bilhete ganha 80% de desconto. Quem se interessa ???????

As frases mais mentirosas.

Leia abaixo o e-mail enviado pelo Thúlio Trivelli.

ADVOGADO:- Esse processo é rápido.
POLITICO:- Eu sempre trabalhei pelos pobres!
AMBULANTE:- Qualquer coisa, volta aqui que a gente troca.
ANFITRIÃO:- Já vai? Ainda é cedo!
ANIVERSARIANTE:- Presente? Sua presença é o mais importante...
BÊBADO:- Sei perfeitamente o que estou dizendo.
CASAL SEM FILHOS:- Visite-nos sempre, adoramos suas crianças!
CORRETOR DE IMÓVEIS:- Em 6 meses colocarão: água, luz e telefone.
DELEGADO:- Tomaremos providências.
DENTISTA:- Não vai doer nada.
DESILUDIDA:- Não quero mais saber de homem.
DEVEDOR:- Amanhã, sem falta!
ENCANADOR:- Muita pressão que vem da rua.
FILHA DE 19 ANOS:- Dormi na casa de uma colega.
FILHO DE 19 ANOS:- Antes das 11 estarei de volta.
GERENTE DE BANCO:- Trabalhamos com as taxas mais baixas do mercado.
INIMIGO DO MORTO:- Era um bom sujeito.
JOGADOR DE FUTEBOL:- Vamos continuar trabalhando e forte.
LADRÃO:- Isso aqui foi um homem que me deu.
MECÂNICO:- É o carburador.
MUAMBEIRO:- Tem garantia de fábrica.
NAMORADA:- Pra dizer a verdade, nem beijar eu sei...
NAMORADO:- Você foi a única mulher que eu realmente amei...
NOIVO:- Casaremos o mais breve possível!
ORADOR:- Apenas duas palavras...
OTIMISTA:- Os últimos serão os primeiros...
PEIXEIRO:- Pode levar freguesa; está fresquinho...
POBRE:- Se eu fosse milionário espalhava dinheiro pra todo mundo..
RECÉM-CASADO:- Até que a morte nos separe.
SAPATEIRO:- Depois alarga no pé.
SOGRA:- Em briga de marido e mulher não me meto.
VAGABUNDO:- Há 3 anos que procuro mas não acho nada.
VICIADO:- Essa vai ser a última!
EU:- Este é o último email que repasso!

quarta-feira, outubro 05, 2005

Texto do Frei Cristóvão: Corruptio boni péssima.

Leia abaixo o último texto enviado pelo Frei Cristóvão:

Corruptio Boni Péssima.

(“A corrupção do que é bom, é a pior de todas as coisas”)

O vendaval de corrupção parece não ter fim. Especialistas no assunto afirmam que o que se apurou até então é apenas o iceberg de todo um arquipélogo!
Tenho alguns amigos que asseveram com convicção que o “Homo” é mau, corrupto congenitamente, por natureza.
Disso surge um problema teológico que perdura através dos tempos. Paulo, Boécio, Agostinho, entre tantos, esquentaram a cabeça com a problemática.
Tudo está conectado, tradicionalmente, com o que se convencionou chamar de “Peccatum Originale”. De uma forma ou de outra nossos ancestrais romperam com o seu Criador. Tiveram a pretensão de se igualar, senão, superar quem o criara com amor, dotado de razão e liberdade. Correu este risco, com consciência do que fazia, movido pelo amor e gratuidade, deixando em aberto para o “Homo” a possibilidade de fidelidade ou não aos seus desígnios.
Para a espiritualidade franciscana (Duns Scottus), sobremaneira, esta ruptura lhe causou distúrbios, desequilíbrio existencial, mas não tirou suas qualidades de um ser racional e livre. Ele é bom, honesto, solidário, pacífico, segundo sua idade.
O processo educacional consiste, precisamente, em tornar realidade o que nele é potencialidade. O “Homo” é um devir, um vir-a-ser permanente.
Transpondo para os nossos dias, para o momento de crise ético-política que vivemos e sofremos, podemos tirar algumas ilações, as quais ajudam aclarar a situação.
A corrupção do PT via traição de seu projeto primevo, nos deixa perplexos, indignados, frustrados, enfim.
Relembrando o passado, nossa geração anterior a 64, já defendia um Brasil mais nosso, com um projeto próprio para solidificar nossa identidade. A “elite” de então (elite financeira), avara, gananciosa, individualista, apatriota, como sempre, preferiu salvar seus interesses do que pensar no povo, na maioria dos brasileiros.
Uma elite cínica porque permanece silenciosa, e mesmo indiferente, aos sofrimentos de milhões , seus compatriotas. É uma elite que vibra com o Brasil quando vê seus filhos desfilarem garbosos e robustos pelas avenidas de suas cidades no dia da Pátria. Ou, então, quando a seleção canarinha, estufando a camisa verde-amarela, ergue a taça de campeã do mundo!
Batíamos pelas Reformas de Base e pela reforma estruturante, condicionadora de todas as outras, a Reforma Agrária.
Sofremos e penamos, cada um a sua maneira e circunstâncias. Muitos perderam suas vidas por defenderem que “um outro Brasil era possível e até necessário, como brandimos e gritamos em nossos Fóruns Sociais.
Muitos foram presos, torturados, mortos; outros “desaparecidos”. De muitos foram cassados seus direitos políticos, perderam seus mandatos populares ou foram afastados de suas funções acadêmicas ou judicantes (Carlos Dias, O discurso petista de Marilene Chauí, Opinião, Folha de SP, 19/09/20005: A 3).
O PT teve as suas raízes lá atrás conosco, com os Movimentos Sociais e intelectuais de esquerda da década de 1950-1960. Vieram as CEBs, o Movimento Sindical combativo, e, posteriormente, os Movimentos Populares, alimentados pelas Pastorais Sociais.
Eis o nascedouro do PT. A Esquerda cristã apostou no PT e em Lula como referencial e mediação político-legal no sentido de dar um cunho constitucional ao processo. Mas, acima de tudo, investimos, apostamos num projeto maior.
Muita gente, os mais conscientizados (a Classe Média – profissionais liberais, parte do clero, ligados e comprometidos com os pobres, os excluídos; afinados com o Vaticano II e com a Teologia da Libertação, o povão em geral, queríamos mudanças.)
Dentro de um regime presidencialista como o nosso, respaldado pela Carta Magna, torna-se inviável governar o Brasil sem sujar as mãos! O presidente tem poderes de um faraó!
Além da vitória nas urnas, é mister garantir maioria no Congresso, quase impossível alcançar via eleição. Daí as coligações, as mais paradoxais possíveis, porque, ideologicamente, se excluem.
Para conquistar o Poder, o Estado e nele se perdurar vale tudo. Os fins justificam os meios descaradamente.
Quem as defende se justifica afirmando de que são coligações pragmáticas e não ideológicas. Só que na hora da divisão do botim (o Poder, o Estado), os cortes afetam o núcleo ideológico em termos de estratégia e tática. Tenho um amigo, mordido com o PT no Poder que define o “núcleo duro” do governo-Lula como “República-Sindicalista Soviética”! Bem nos moldes stanilistas, com a metodologia governista conhecida por “Centralismo Democrático”. Aliás, bem a gosto de parte do clero, da Cúria Romana e do pontificado de João Paulo II!
Para governar o Brasil, o cara deve ser um santo (Ética), caso contrário, se corrompe fácil. fácil. na perversidade intrínseca do sistema capitalista, no qual o deus maior (Marduk), é o mercado que se tornou um ídolo sedento do sangue dos excluídos.
A Reforma Política pode ser um meio para diminuir o espaço dos que se profissionalizaram na “arte” de extorquir o erário público, vale dizer, em explorar o povo.
Frei Cristóvão Pereira ofm.

domingo, outubro 02, 2005

Golpe do cartão de crédito:

Veja abaixo o e-mail enviado pelo José Eduardo (Dado), irmão do Jaburu:

ATENÇÃO COM ESTE GOLPE, MUITO BEM FEITO E DIFÍCIL DE PEGAR

Você estará mais bem preparado para se proteger entendendo este novo tipo de fraude com cartões de crédito feito via telefone. Os ladrões estão cada dia mais criativos !
Você recebe uma chamada e a pessoa diz: "Estamos chamando do Departamento de Segurança de VISA (por exemplo). Me chamo Fulano e meu número de identificação funcional é 12460. Você comprou (qualquer coisa bem estranha como um dispositivo Anti-Telemarketing) no valor de US$497,99 de uma companhia baseada no Arizona, USA?"
É claro que você responde que não, ao que se segue: "Provavelmente seu cartão foi clonado e estamos chamando para verificar. Isto confirmado estaremos emitindo um crédito ao seu favor. Este tipo de transação está acontecendo com despesas que variam de US$ 297 a US$ 499, justamente abaixo do valor de US$ 500 que aciona a maioria dos alertas. Antes de processar o
crédito, gostaríamos de conferir alguns dados:
O seu endereço é tal?" (Isto pode ser retirado facilmente das listas telefônicas via Internet). Ao você responder que sim o golpista continua:
"Qualquer pergunta que o Sr tenha, deverá chamar o número 0-800 que se encontra na parte traseira de seu cartão e solicitar pelo Departamento de Segurança.
Por favor, tome nota do seguinte número de protocolo" O bandido dá-lhe então um número de 6 dígitos e pede: "Você poderia lê-lo para confirmar?"
Aqui vem a parte mais importante da fraude. Ele diz então: "Desculpe, mas temos que verificar que o(a) Sr.(a.) está de posse de seu cartão. Por favor pegue seu cartão e leia para mim o seu número". Feito isto, ele continua:
"Correto. Agora vire o seu cartão e leia para mim os 3 últimos números(ou 4 dependendo do cartão)". Estes são os 'Números de Segurança' (Pin Number) que você usa para fazer compras via Internet, para provar que está com o cartão! (No Amex estão na frente, meio escondidos no corpo do cartão).
Depois que você informa os referidos números ele diz: "Correto! Entenda que era necessário verificar que o cartão não estava perdido nem tinha sido roubado e que o(a) Sr.(a) estava com ele em seu poder. Você teria alguma outra pergunta?"
Depois que você diz que Não, o ladrão agradece e finaliza.
Provavelmente, em menos de 10 minutos, uma compra será lançada no seu cartão, e muitas outras, caso você não perceba a fraude até a chegada do extrato. Como se proteger desta ação criminal?
É quase inútil fazer denuncias à polícia. Até nos USA é difícil o rastreio destas ligações. Caso receba este tipo de ligação você pode falar para o bandido desligar que você fará a ligação para o 0800. Mas, mesmo que você desligue, fica claro que a melhor maneira é estar alerta e comunicar a todo mundo sobre a existência deste golpe.