quarta-feira, outubro 18, 2017

Obrigado, Supremo Tribunal Federal

OBRIGADO, SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL!
.
Marcelo Rates Quaranta 
.
Eu quero agradecer, em meu nome e em nome de todas as pessoas comuns, cidadãos simples do meu país como eu, pelas últimas decisões tomadas pelo nosso Egrégio Supremo Tribunal Federal.
.
Sim, o Supremo fez de nós pessoas melhores do que pensávamos ser. 
.
Quando olhávamos aqueles Ministros sob suas togas, com passos lentos e decididos, altivos, queixos erguidos, vozes impostadas ditando verdades absolutas e supremas, envoltos numa aura de extrema importância e autoridade, nos sentíamos pequenos, minguados e reles plebeus diante de uma Corte que beirava o sublime, o inatingível e o intangível.
.
Com essas decisões o Supremo conseguiu fazer com que a minha percepção sobre mim e sobre nós mudasse. Eles não são deuses. São pessoas tão pequenas e tão venais, que qualquer comparação que eu faça de mim e de nós em relação a eles, seria desqualificar-nos a um nível abissal. Tudo aquilo é fantasia, tudo aquilo é pose e tudo aquilo não passa de um teatro, mas nós somos reais.
.
Foi aí que eu vi o quanto somos mais importantes que eles! Enquanto as divindades supremas encarnam seus personagens de retidão e lisura, mas com suas decisões abduzem a moral e destroem o país (e de quebra a reputação do Judiciário), nós brasileiros comuns e sem toga trabalhamos arduamente dia e noite para construir o país, ou pelo menos para minimizar os danos que eles provocam. 
.
Então... Como é que um dia eu pude vê-los como sendo superiores a nós? Eu estava enganado. Nós somos muito superiores a eles, mesmo sendo zés, joãos, marias, desde o pequeno ambulante ao médico ou engenheiro. Nós somos as verdadeiras autoridades, porque nossa autoridade não foi conferida por um político malandro capaz de tudo com uma caneta. Nossa autoridade nos foi dada pela nossa força de continuar tentando fazer um Brasil melhor.
.
Fico sinceramente com pena é dos advogados, que são obrigados a chamar esses ministros de Excelência, ainda que com a certeza de que não há excelência alguma nos serviços que eles estão prestando à nação. Acho que deve ser o mesmo sentimento de ser obrigado a chamar o cachorro do rei de "my lord".
.
Agora eu sei o quanto somos bem maiores que eles, mesmo sem aquelas expressões em latim e doutrinas rebuscadas cheias de pompas e circunstâncias, que no final significam apenas passar perfume em merda. Se há alguém já realmente importante no Brasil, esse é o Excelentíssimo Povo Brasileiro, que apesar de tudo é obrigado a sentir o mau cheiro que vem da grande Corte, e mesmo com náuseas e ânsia de vômito, tem que acordar as 5 da manhã pra fazer aquilo que eles não fazem: Produzir.
.
Obrigado, Supremo, por nos mostrar que hoje o rei sou eu e o meu povo.

segunda-feira, julho 31, 2017

Hilbebrando e a onça

Hildebrando e a onça
Por Paulo Botelho
Muitos anos já se passaram desde o ocorrido. Foi em um tempo que os animais quase falavam e os homens ainda ouviam.
Era um bar bem limpo de propriedade do alemão Franz Kolbe, de Santo Amaro – São Paulo; e Hildebrando Bueno um assíduo frequentador. Um lutador de boxe, peso-médio de forte direita, conhecido como goiano era, também, frequentador daquele bar.
O boxeador chegava sempre, no final da tarde, acompanhado de uma onça-pintada, já adulta, com peso em torno de 130 quilos. As onças-pintadas possuem dentes fortes e afiados; sua mordida é considerada devastadora. De todos os felinos é o animal que tem o mais aguçado faro. Dizem, os mais entendidos, que ela é capaz de perceber – só pelo cheiro – se uma pessoa é boa ou má. As mais-ou-menos ela ignora.
Criada, desde filhote, a onça era sempre conduzida pelo boxeador em uma grossa coleira de couro curtido, muito resistente. Acho que é desnecessário dizer que o animal era de estimação. E era, também, uma onça agradável, de bons modos – não resmungava, nem rosnava – mas, como ocorre com os animais, costumava fazer cocô em qualquer lugar. É claro que isso causava um efeito um tanto prejudicial para o bar do Kolbe.  Da maneira mais educada possível, Kolbe pediu ao goiano que não levasse mais a onça para dentro do bar. Mas, no dia seguinte, lá estava ele com a onça. Nesse dia o animal descarregou um montão no chão do bar; os fregueses se dispersaram e Kolbe voltou a fazer o pedido. Dia seguinte, a mesma coisa.
Percebendo que aquilo era uma questão vital para Kolbe, Hildebrando resolveu tomar uma atitude: assim que a onça fez mais um “serviço”, ele agarrou o boxeador pelo pescoço, carregou-o para fora do bar e atirou-o na rua. – Voltou para dentro do bar, pegou a onça pelas duas orelhas e arrastou-a para fora.
Da calçada, a onça lançou um triste olhar para Hildebrando, mas foi embora calada com o boxeador. Se representou ou não uma ameaça para ela, ninguém até hoje soube explicar.
Acredito que se fosse nos dias de hoje, e se a onça estivesse por perto, o predador-bilionário Joesley Batista não teria a menor chance com o seu cheiro!
Paulo Augusto de Podestá Botelho é Consultor de Empresas e Escritor. www.paulobotelho.com.br

sábado, maio 13, 2017

A História se Repete

A história se repete
Por Paulo Botelho
“Não temos provas, mas convicção”. – É o que diz Deltan Dallagnol, procurador da República e subordinado do juiz Sérgio Moro, a respeito de indiciamentos do presidente Lula sobre o apartamento do Guarujá e do sítio de Atibaia.
Em “O Dezoito Brumário de 1852” o filósofo Karl Marx escreve: “A história se repete, a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”.
Foi Tomás de Torquemada, padre dominicano, nascido em Ávila – Espanha, no ano de 1420, o mais temível representante da Inquisição. Torquemada promoveu uma feroz caçada contra agiotas, judeus, homossexuais, bruxas e hereges. E morreu em casa, de morte natural, em  1498 depois de receber todos os sacramentos da Igreja Católica.
O juiz Sérgio Moro, é um Torquemada  provinciano;  um inquisidor que já tem pronta uma sentença dentro do bolso.   A tentativa de anular Lula do cenário político será o desfecho dessa “operação-moralizadora” apelidada de Lava-Jato.  –  É a história que se repete.
Em um IPM (Inquérito Policial Militar), conduzido por um primário e truculento capitão-de-exército, foi a vez do presidente Juscelino Kubitschek (JK). O capitão-inquisidor exigia que JK fizesse uma confissão admitindo ser dono de um prédio no Rio. JK não admitiu. Alguns dias se passaram e o jornal “O Globo” em sua edição de 24/6/64 publica a seguinte manchete em sua primeira página: “Investigações constatam que Juscelino Kubitschek é dono do prédio da Avenida Vieira Souto, em Copacabana”.
Já se utilizava , naquele tempo e nos dias atuais,  a repetida estratégia do nazista Goebbels: “Diga uma mentira e insista nela para se transformar em uma verdade”.
JK morreu, poucos anos  depois, pobre,  em um acidente de carro muito suspeito na Rodovia Presidente Dutra no sentido Rio-São Paulo.
Se convicção vale, este escritor confessa – sem pressão ou ameaça – que é dono da Torre Eiffel, situada bem no meio da Avenue Anatole France, em Paris.
Paulo Augusto de Podestá Botelho é Consultor de Empresas e Escritor. www.paulobotelho.com.br

quinta-feira, abril 06, 2017

O Circo é Redondo

Mais um artigo enviado pelo Paulo Botelho (Debanda), amigo da época no Seminário, em Santos Dumont.
O Circo é Redondo
Por Paulo Botelho
A Operação “Carne Fraca”, conduzida pela Polícia Federal com imensa incompetência, ignorância e prepotência guarda muitos segredos não obstante os prejuízos de milhares de dólares para o país.
Desaparece do circo a “Musa do Impeachment”, uma contorcionista jurídica que atende pelo nome de Janaína Paschoal.
Tira férias do circo o presidente da FIESP Paulo Scaf. O chefe do empresariado está ocupado com a estruturação de um novo curso na FIESP: Patologia – A Arte de Criar Patos.
O jovem procurador da República, Deltan Dallagnol – malabarista em Powerpoint – defende com ardor que não é necessário ter provas para condenar alguém; basta ter forte convicção.
Como é possível ficar em silêncio se o Público do Circo (leia-se Povo Brasileiro) é vítima de tão assustadores fantasmas? – Por quê continuar aplaudindo e pagando um preço alto por tais espetáculos?
Muitos coices são esperados entre Gilmar Mendes e Rodrigo Janot no picadeiro da próxima temporada circense.
Machado de Assis, nosso melhor escritor, dizia ser normal o desequilíbrio das faculdades mentais; doentes – dizia ele – são aqueles que têm equilíbrio ininterrupto e nada pode abalá-los. Acho que Machado tinha razão: os psicopatas são assim mesmo. Exemplos: Michel Temer, João Dória, José Serra, Sérgio Moro, Osmar Serraglio, Deltan Dallagnol, Rodrigo Maia, Gilmar Mendes e Rodrigo Janot, entre inúmeros outros protagonistas desse circo misterioso.
O circo é redondo, o mundo é redondo, o Diabo é redondo, todo segredo é redondo.
Paulo Augusto de Podestá Botelho é Consultor de Empresas e Escritor. www.paulobotelho.com.br

Veja e ouça as músicas que o Coral Gregoriano de Belo Horizonte vai cantar nas missas do 3º domingo do mês às 9 horas na Capela do Colégio Arnaldo e às 10:30 na Igreja de Lourdes, em Belo Horizonte.

quinta-feira, março 30, 2017

As Palavras e sua Compreensão

Artigo enviado pelo Paulo Botelho, amigo dos tempos do seminário em Santos Dumont, conhecido como Debanda.
As Palavras e sua Compreensão
Por Paulo Botelho
Quando o chinês Tsai-Lun inventou o papel em 105 d.C. não imaginou que estaria entrando para a história com uma das descobertas mais importantes da humanidade, pois o papel – seja lá qual for o seu tipo – vai continuar sendo indispensável para a vida pessoal e profissional de qualquer pessoa; importante mesmo para o registro da compreensão em todas as suas circunstâncias.
Em Rádio-Amador usa-se o termo QSL que quer dizer “compreendido”. Esta e mais 8 siglas fazem parte do Código Q, criado em 1912 para facilitar a compreensão entre operadores de rádio de diferentes línguas. Depois da sua invenção, o Código Q ficou popular entre os que usam o rádio como meio de comunicação. – É o chamado alfabeto fonético. Acho fundamental a utilização correta da linguagem falada e escrita. Eu me lembro sempre da recomendação do escritor Otto Lara Rezende: “Fale como você escreve e escreva como você fala!”  “Falamos e escrevemos um Nhen gatu – língua nacional brasileira ou língua do povo” constata o sociólogo José de Souza Martins. Segundo Martins, o Nhengatu foi uma língua criada pelos jesuítas, provavelmente influenciada pelo padre Anchieta. Baseada na língua Tupi e organizada a partir da gramática portuguesa, difundiu-se por toda a costa leste brasileira. – Nossa pobreza de sintaxe gramatical vem daí!
Tem sujeito e verbo, a comunicação cotidiana que praticamos, raramente objeto e complemento. Através da correta comunicação é que podemos construir pontes sobre o abismo dos nossos desentendimentos. – É preciso, portanto, compreender os desentendimentos para saber o que fazer com eles!
Paulo Augusto de Podestá Botelho é Escritor e Consultor de Empresas. www.paulobotelho.com.br

terça-feira, outubro 11, 2016

Santíssima Trindade e Corpo e Sangue de Cristo

Partituras e vídeos das missas do dia da Santíssima Trindade e do Corpo e Sangue de Cristo

SANTÍSSIMA TRINDADE - MOST HOLY TRINITY

Intróito:          Benedicta sit: https://youtu.be/_r6b0VI42fg
Ano C:
Sequência:   Benedictus es:
Gradual:        Benedictus es, Domine: https://youtu.be/dwsnHoWEuMQ
                        http://www.scuoladicantogregoriano.it/video/Tri-dom_gra.mp4
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=721
Alleluia:         Benedictus es, Domine https://youtu.be/i7YYiu_VVaw
                        http://www.scuoladicantogregoriano.it/video/Tri-dom_all.mp4
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=722
Ofertório:       Benedictus sit: https://youtu.be/4FTyVosJz1E
                        http://www.scuoladicantogregoriano.it/video/Tri-dom_off.mp4
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=723
Comunhão:  Benedicimus Deum: https://vimeo.com/66920593
                        http://www.scuoladicantogregoriano.it/video/Tri-dom_com.mp4
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=724
                        Partitura: http://media.musicasacra.com/pdf/benedicimus.pdf
Ano B: Data est mihi: https://youtu.be/LyzhFEfR04s

ORDINARIUM – PARTES FIXAS

Kyrie XII         Vídeo/áudio: https://youtu.be/2aGAkGjmzlE
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=727
Gloria XII       Vídeo/áudio: https://youtu.be/g8IXunjcaIM
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=728
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=729
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=730
                        Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=731
Partituras / Scores:
Introitus
Graduale
Hymnus
Versus alleluiaticus
Offertorium
Communio
Trinity Sunday
Introit • ScoreMp3 Videos: 01 02Organist • Benedicta sit sancta Trinitas
Mode VIII psalm tone for Gradual & Alleluia (PDF)
Gradual • ScoreVideoOrganist • Benedictus es (GRADUAL)
Alleluia • ScoreVideoOrganist • Benedictus es (ALLELUIA)
Offertory • ScoreVideoOrganist • Benedictus sit Deus Pater
Communion • ScoreMp3Organist • Benedicimus Deum caeli

CORPO E SANGUE DE CRISTO - BODY AND BLOOD OF CHRIST

Intróito:          Cibavit  eos: http://www.ccwatershed.org/video/43544858/
                        http://scuoladicantogregoriano.it/video/Cor-dom_int.mp4
                        Partitura: http://scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=735
Gradual:        Oculi omnium: https://youtu.be/OSIznLXzmu8
                        http://scuoladicantogregoriano.it/audio/Cor-dom_gra.mp3
                        Partitura: http://scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=736
                        http://scuoladicantogregoriano.it/video/Cor-dom_all.mp4
                        Partitura: http://scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=737
Sequência:   Lauda, Sion: https://youtu.be/eumFVhoMvgo
                        http://scuoladicantogregoriano.it/audio/Cor-dom_seq.mp3
                        Partitura: http://scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=738
Ofertório:       Portas  caeli vel. Sanctificavit: https://youtu.be/bpDLvW5MPbM
                        http://scuoladicantogregoriano.it/audio/Cor-dom_off.mp3
                        Partitura: http://scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=739
Comunhão:  Qui manducat: http://www.ccwatershed.org/video/10472712/
                        http://scuoladicantogregoriano.it/audio/Cor-dom_com.mp3
                        Partitura: http://scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=740
Ano C: Hoc corpus:  https://vimeo.com/12862901
Partituras / Scores:
Introitus
Graduale
Versus alleluiaticus
Sequentia
Offertorium
Offertorium
Communio


The Feast of Corpus Christi
Introit • ScoreVideoOrganist • Cibavit eos
Gradual • ScoreVideoMp3Organist • Oculi omnium
Alleluia • ScoreVideoOrganist • Caro mea vere
Sequence • ScoreVideoMp3Organist • Lauda Sion Salvatorem
Offertory • ScoreMp3Organist • Sacerdotes Domini
Communion • ScoreMp3Organist • Quotiescumque manducabitis

segunda-feira, agosto 15, 2016

7º Domingo da Páscoa e Pentecostes

Aí estão as músicas variáveis das missas do 7º Domingo da Páscoa e de Pentecostes: vídeos e partituras.

7 º DOMINGO DE PÁSCOA - SEVENTH SUNDAY OF EASTER

Intróito:          Exaudi, Domine... tibi dixit: https://youtu.be/pj0aITXEMRg
                        http://chiesa.espresso.repubblica.it/articolo/1350734?sp=y
Alleluia:         Regnavit Dominus
Non vos relinquam: https://youtu.be/rMc9jc38aN0
Ano A: Exivi a Patre
Ofertório:       Ascendit Deus: https://youtu.be/98WwB7PU_3w
ad lib: Viri Galilaei
Comunhão:  Pater, cum essem: https://youtu.be/9cNh2lDDodY


Introitus

Versus alleluiaticus
Versus alleluiaticus
Offertorium
Offertorium
Communio
Pater cum essem cum eis - cum alleluia
Sunday after the Ascension
Introit • ScoreMp3VideoOrganist • Exaudi Domine vocem meam
Mode VIII psalm tone for 1st & 2nd Alleluia (PDF)
1st Alleluia • Regnavit Dominus
2nd Alleluia • ScoreVideoOrganist • Non vos relinquam
Offertory • ScoreVideoOrganist • Ascendit Deus (SHARED)
Communion • ScoreMp3VideoOrganist • Pater cum essem cum eis


PENTECOSTES - PENTECOST

Intróito:          Spiritus Domini: http://www.ccwatershed.org/video/42590048/
Alleluia:        AL. EmittSpiritum tuum: https://youtu.be/TJ9Ym1f_G-A
                     Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=703
Veni, Sancte Spiritus: https://youtu.be/reMvoon9rOo
Sequência:  Veni, Sancte Spiritus: https://youtu.be/iM0suM9wee4
                     Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=705
Ofertório:      Confirma hoc, Deus: https://youtu.be/CAjWHMK8xMA
                     Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=706
Comunhão:  Factus est repente: https://youtu.be/IrYBLw79aqo
                     Partitura: http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=707

ORDINARIUM – PRÓPRIOS DA MISSA: ÁUDIO/MP3 - PARTITURAS

                        http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=711
                       http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=713
                       http://www.scuoladicantogregoriano.it/index.php?ID=714


Introitus

Versus alleluiaticus
Versus alleluiaticus
Sequentia
Offertorium
Communio


Pentecost Sunday
Introit • ScoreMp3 Vidoes: 01 02 03 04Organist • Spiritus Domini
Mode VIII psalm tone for 1st & 2nd Alleluia (PDF)
1st Alleluia • ScoreVideoOrganist • Emitte Spiritum tuum
2nd Alleluia • ScoreVideoOrganist • Veni Sancte Spiritus
Sequence • ScoreVideo #1#2#3Organist • Veni Sancte Spiritus
Alternate Version of the Pentecost Sequence (14th-century)
Offertory • ScoreVideoOrganist • Confirma hoc Deus
Communion • Score Videos: 01 02Mp3Organist • Factus est repente